Páginas

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Cântico de Maria


46. E Maria disse: Minha alma glorifica ao Senhor,
47. meu espírito exulta de alegria em Deus, meu Salvador,
48. porque olhou para sua pobre serva. Por isto, desde agora, me proclamarão bem-aventurada todas as gerações.
49. porque realizou em mim maravilhas aquele que é poderoso e cujo nome é Santo.
50. Sua misericórdia se estende, de geração em geração, sobre os que o temem.
51. Manifestou o poder do seu braço: desconcertou os corações dos soberbos.
52. Derrubou do trono os poderosos e exaltou os humildes.
53. Saciou de bens os indigentes e despediu de mãos vazias os ricos.
54. Acolheu a Israel, seu servo, lembrado da sua misericórdia,
55. conforme prometera a nossos pais, em favor de Abraão e sua posteridade, para sempre.
                                            LC 1,46-55

                  

segunda-feira, 27 de novembro de 2017

São Nicolau Cara de Pau




Arianismo, originalmente, era um pensamento filosófico que não considerava Jesus Cristo e Deus como uma só pessoa.
Esta ideia surgiu nos primeiros séculos do cristianismo, afirmando que só poderia existir um único Deus e Jesus era apenas o seu filho. Mesmo sendo considerado um ser superior ao homem, Jesus não era um deus para os seguidores do arianismo.
Etimologicamente, a palavra arianismo teria surgido a partir do nome Ário, um padre cristão de Alexandria que teria criado esta nova doutrina.
O pensamento ariano é considerado uma heresia para a Igreja Católica, sendo o principal combatente desta doutrina o Santo Atanásio de Alexandria.

Fonte: significados.com.br

Nesta matéria, porém, queremos dar ênfase a uma passagem relativamente conhecida da vida de São Nicolau, dada durante a sua participação no primeiro Concílio da Igreja, em Niceia, no ano 325. Foi essa assembleia ecumênica — palavra que quer dizer, em grego, "universal" — que condenou a heresia do arianismo e reafirmou a fé católica na divindade de Nosso Senhor Jesus Cristo. O historiador católico Daniel-Rops, autor da famosa coleção História da Igreja de Cristo, relata que, quando os bispos ali reunidos ouviram "alguns fragmentos" dos escritos de Ário, "os erros mostraram-se tão patentes que uma onda de indignação sacudiu todos aqueles homens fervorosos" [1].
Um desses homens fervorosos foi justamente o "bom velhinho", São Nicolau, cuja bondade, ao contrário do que se pode pensar, nada tinha de leniente. Já cansado da insolência de Ário e de ver desonradas, por sua boca, a pessoa divina de Jesus Cristo e a maternidade divina de Nossa Senhora, conta-se que o corajoso bispo confrontou fisicamente o heresiarca, esbofeteando-lhe a boca. Os prelados ao redor se assustaram e, mesmo discordando de Ário, viram-se obrigados a punir o "zelo excessivo" de Nicolau, trancafiando o bispo na prisão e confiscando o seu pálio e a cópia que ele possuía dos Evangelhos.

Fonte: padrepauloricardo.org



sábado, 11 de novembro de 2017

Xaxá

             Essa coisa linda é o mestiço Francisco Felix de Souza, o "Xaxá", na minha modesta opinião uma vergonha pra própria raça. Foi um dos maiores traficantes de africanos, chegando a ser apontado como um dos homens mais ricos da sua época. Os traficantes, em sua grande maioria, eram de origem Fon e tinham muito medo das divindades Yorubás. Pediam à esses últimos, que os iniciassem no culto aos Òrìsàs.Iam ao mar depositar oferendas aos deuses, pedindo perdão pela traição e a barbaridade que haviam feito e continuavam fazendo com seus irmão de cor e pátria.
             Cara de pau essa coisinha ruim...


Fonte: "Continente Africano, O Berço da Humanidade- Edição do Autor- 2012- Gercy Ribeiro de Mattos."